Quem um dia pensou que o fim do arco-íris não existia, pode-se dizer que estava enganado, apenas mudou o nome para a ‘Casa da Dinda’, nome dado a casa oficial do ex-presidente do Brasil e atual Senador, Fernando Collor de Mello (PTB). No dia 14 de julho de 2015 a Polícia Federal cumpre o mandado de busca e apreensão nas casas do Senador, um dos 53 contra ele, mas como o nosso cunho aqui não é político vamos ao tesouros encontrados pela polícia.

Na propriedade a ‘Casa da Dinda’ foi encontrado uma Ferrari, um Porsche e uma Lamborguini (veja as fotos abaixo). A maravilha vermelha, se me permitem dizer, é a Ferrari 458 Itália 2015 avaliada em R$ 1,95 milhão, modelo composto 458 por ser 4,5 litro e motor V8, integrando o 458, com 562 cavalos de potência com a marca de 0-60 km/h em aproximados 3 segundos.

O outro tesouro na menos do que uma Lamborguini Aventador LP 700-4 Roadster o sonho de consumo de todo amante de super carros, avaliada em quase R$ 4 milhões modelo 2014, o nome Aventador é uma homenagem ao lendário touro da década de 90, que era considerado o touro mais nervoso que já participou dos eventos no “Plaza de Toros de Zaragoza”, o Aventador foi inspirado nos carros da Fórmula 1 com chassi de fibra de carbono, possui um motor de 6.5 litros V 12, com 700 cavalos de potência, com a marca de 0-100 km/h em 2,9 segundos e uma velocidade máxima de 350 km/h. Ainda na casa da ‘madrinha’ havia um Porsche e aproximadamente R$ 4 milhões de reais em dinheiro.

[{"w":1024,"sw":336,"sh":280},{"w":640,"sw":300,"sh":250},{"w":320,"sw":180,"sh":150}]